domingo, 17 de maio de 2009

Atividade 09

Nesta atividade tinhamos que fazer uma descrição auto-biográfica e ao mesmo tempo uma comparação com um personagem de ficção.
Filho da mãe do meio
Desde cedo soube que a minha mãe não era filha da minha avó. A mãe dela era à amante do meu avô. Minha própria avó é quem arrumou à amante, já que tinha ciúmes da outra concubina, que estava de caso com o vovô. Vovó era uma pessoa sabia logo o vovô morreu e carregou consigo a negação de que fosse pai da minha mãe. Mas sendo filha do meio ou da amante, minha mãe sempre foi bem tratada e como membro da família. Vovó adorava o seu neto, dizia sempre “Este menino vai ficar rico é inteligente” Eu apenas achava graça. Apesar das dificuldades que me acercam desde outras gerações, não me incomodo e até gosto, vou sempre ter orgulho da minha origem e de minha luta, que para alguns é apenas farra. Minha mãe é meu pai, mãe, filha da amante, da vovó, minha amiga e o que eu quero ser no futuro. Assim sou eu, filho da mãe do meio, irmão mais velho e poeta sem verso. Lembro-me agora de Brás Cubas e seu inútil emplasto.

Um comentário:

  1. Muito bom cara, além do mais li os outros textos e gostei de vários outros, comento pessoalmente. Abraço.

    ResponderExcluir